Noticias

IEC divulga nota técnica sobre água imprópria

10/05/2016, 12:27

Tamanho da fonte: A- A+
Mixto-MT afirma que Remo ofereceu R$ 600 mil (Foto: Reprodução/Mixtonet.com)

O Instituto Evandro Chagas (IEC) divulgou nota técnica, nesta segunda-feira (9), a respeito do caso de suspeita de água imprópria para o consumo fornecida pela empresa Naturalli, cujo laudo vazou nas redes sociais.

Um representante da empresa esteve na redação do DIÁRIO e prestou esclarecimentos sobre o caso.

De acordo com a nota técnica, o IEC informa que analisou amostras de água envasada, de garrafões lacrados e garrafões em uso. 

"As análises foram realizadas apenas com o objetivo, único e exclusivo, de avaliar a qualidade da água que seria consumida pelo corpo de funcionários da Instituição. Entretanto, a informação da realização de análise dessas águas assumiu proporções além do âmbito Institucional."

A nota diz ainda que, por se tratar de uma empresa que fornece água mineral para vários órgãos da região metropolitana de Belém, a Seção de Meio Ambiente do IEC tem recbido vários pedidos de avaliação da referida água.

Diante do quadro, o IEC esclareceu ainda que não tem pretensão de substitutir a ação dos órgãos fiscalizadores do setor, mas que, "por se tratar de solicitações oficiais e uma questão de saúde pública, o IEC não poderia abster-se de realizar tais análises."

Finalmente, destacou que os resultados estão sendo encaminhados exclusivamente para os órgãos solicitantes para que tomem as providências necessárias.

DOL encaminhou solicitação de nota ao IEC perguntando se a maioria das análises atestou positivamente para a contaminação, quais as orientações o instituto poderia fornecer e quais riscos as pessoas estariam submetidas se consumirem água contaminada.

(DOL)

Aviso importante: Leia sobre as condições de envio de comentários antes de comentar.


Comentários

Leia também os comentários abaixo:

Não existe comentário!

+ Notícias