Noticias

Juízes paralisam contra risco de perda do auxílio-moradia

Terça-Feira, 13/03/2018, 21:33:28 - Atualizado em 13/03/2018, 22:38:53 ,

Tamanho da fonte: A- A+
Mixto-MT afirma que Remo ofereceu R$ 600 mil (Foto: Reprodução/Mixtonet.com)

A categoria dos juízes federais aprovou a paralisação das atividades jurídicas do país na próxima quinta-feira (15). A medida é um protesto da Associação de Juízes Federais do Brasil contra o risco dos juízes perderem o benefício do auxílio-moradia.

Dizendo-se indignados com o tratamento dispensados aos juízes, a categoria publicou uma nota informando sua decisão. "A indignação contra o tratamento dispensado à Justiça Federal se materializou", diz a nota.

Atualmente mais de 17 mil juízes, desembargadores e ministros de tribunais superiores recebem auxílio-moradia no país, com valores de até R$ 4.377 mensais. Muitos foram denunciados por possuírem residência fixa na capital brasileira e mesmo assim receberem ilegalmente o benefício.

BENEFÍCIOS MAIORES QUE SALÁRIO

O salário de um juiz federal é variável de acordo com o estado e a esfera onde atua, mas costuma girar em torno dos R$ 20 mil para juízes em início de carreira.

Além disso, gratificações e benefícios podem ser agregados à remuneração mensal. Com isso, os salários podem variar de R$ 40 mil a R$ 150 mil. Uma reportagem do jornal The New York Times revelou que um único juiz de São Paulo chegou a receber R$ 771 mil por mês.

Entre tantos benefícios outra vantagem: a de que o cargo passa a ser vitalício após dois anos de atividade. Juízes condenados também possuem vantagens, por exemplo, se forem exonerados do cargo continuam ganhando salário de juiz até o final da vida.

(DOL)