Noticias

Alunos de escola invadida por ladrão fazem protesto para 'estudar em paz'

Terça-Feira, 13/03/2018, 23:28:12 - Atualizado em 13/03/2018, 23:29:44 ,

Tamanho da fonte: A- A+
Mixto-MT afirma que Remo ofereceu R$ 600 mil (Foto: Reprodução/Mixtonet.com)

Alunos e professores da escola Vilhena Alves, localizada em São Brás, fizeram um protesto denunciando para denunciar a falta de segurança na escola. Os frequentadores da escola estão apavorados com a insegurança dentro e fora da instituição.

O estopim para o protesto foi quando um homem armado invadiu a escola para assaltar a todos no local na noite da última sexta-feira (10).  Uma das vítimas foi uma aluna que arriscou a vida lutando com o marginal. “Ele apertou o gatilho e quase o projétil atinge a professora” contou a aluna que não quer se identificar.

O bandido correu após o disparo, mas foi preso logo em seguida.

Esta não é a primeira vez que a escola passa por situação de violência. Ao todo dez turmas de jovens e adultos funcionam no turno da noite.

O ato foi pacífico e contou com a presença da polícia. Os estudantes denunciam a precarização da escola que já foi no passado uma referência de ensino público e que hoje serve até para usuários de drogas.

(Com informações de Dinan Laredo/RBA TV)